JovemGuarda_Logo(PNG)
Final da Página
www.edimilsonmendes.com
* THE FEVERS * - Biografia
_The_Fevers

THE FEVERS - Conjunto Musical formado no Rio de Janeiro em 1964 com o nome de "The Fenders", por: / ALMIR (Almir Ferreira Bezerra, nascido em Recife, em 1945, nos vocais); / LIEBERT (Liebert Ferreira Pinto, nascido no Rio de Janeiro, em 1947, no contrabaixo); / LÉCIO (Lécio do Nascimento, nascido no Rio de Janeiro, em 1943, na bateria); / PEDRINHO (Pedro da Luz Evangevaldo Sousa, nascido em Salvador, em 1945, na guitarra); / CLEUDIR (Cleudir Teles Borges, nascido no Rio de Janeiro, em 1945, nos teclados); / e, JIMMY (Jimmy Cruise) nos vocais /.

Em 1965, Jimmy saiu do grupo e os outros decidiram mudar o nome da banda para THE FEVERS.

Gravaram seus primeiros discos em 1965 e 1966 na Philips. Os compactos "Vamos Dançar o Letkiss" (versão de Letkiss), "Wooly Bully" (de Domingo Samudio, em versão) e "Não Vivo na Solidão".

Passando para a Odeon ainda em 1966, revelaram-se um dos mais importantes grupos vocais-instrumentais da Jovem Guarda. Fizeram (muitas vezes sem crédito nos discos) o acompanhamento instrumental de gravações de Eduardo Araújo (O Bom), Deny e Dino (Coruja), Erasmo Carlos (os LPs "O Tremendão" e "Você Me Acende"), Roberto Carlos (gravações como "Eu Te Darei o Céu" e, "Eu Estou Apaixonado Por Você"), Golden Boys, Wilson Simonal (faixas como "Mamãe Passou Açúcar Ni Mim"), Trio Esperança (LP "A festa do Bolinha"), Jorge Ben (LP "O bidu / Silêncio no Brooklin") e o primeiro LP de Paulo Sérgio.

Os próprios Fevers conseguiram muitos sucessos, quase todos em ska, ritmo de origem jamaicana precursor do reggae, como "De Que Vale Tanto Amor" (Miguel, Almir e Rossini Pinto), 1971, "Sinto Mas Não Sei Dizer" (Sufferin' in the land, de Jimmy Cliff) 1970, "Pra Cima, Pra Baixo" e, "Guerra Dos Sexos" (Miguel Plopschi, Augusto César e Cláudio Rabelo) 1983, tema da novela homônima da TV Globo).

Também um bom grupo de bailes, foi eleito melhor conjunto para bailes em 1968 e lançou um LP chamado "Os Reis do Baile". Em 1969 entrou o guitarrista Luís Cláudio; em 1977 entrou outro guitarrista, Augusto César, que ficaria pouco tempo; em 1979, Almir foi substituído por Michael Sullivan. De 1965 a meados dos anos de 1980 o grupo incluiu o saxofonista Miguel (Miguel Plopschi, Bucareste, Romênia, 1943-), também produtor dos discos do grupo e mais tarde diretor artístico da gravadora RCA/BMG. Os próprios Fevers também mudaram para a RCA/BMG em meados da década de 1980.

Com mais de 30 LPs gravados, os Fevers hoje, são formados por Liebert, da formação inicial, no contrabaixo, Otávio (Otávio Henrique da Silva Monteiro, Rio de Janeiro RJ), 1962-, bateria, Luís Cláudio (Luís Cláudio Elbert de Castro, Rio de Janeiro RJ), 1955-, vocais e percussão, Rama (José do Patrocínio Amaral, São João Del Rey (MG), 1958-, teclados e guitarra solo, Castro, Rio de Janeiro (RJ), 1947-, teclados e Miguel Ângelo (Miguel Ângelo Pereira).

The Fevers - "Biografia"
Início da Página
 
www.edimilsonmendes.com                                    Atualizado em Abril de 2017                                    Copyright © 2008 - osósia